Newsletter

Visita-nos em:

  • Facebook Page: 170320633001069
  • Twitter: cpessoal

Publicidade

Login



Calculadora de empréstimo

Montante:

(Use "." para decimais)
Duração:
anos
Taxa de interesse:
%
Mensalidade:
EUR
Total a ser pago:
EUR
Help
burlas com os créditos pessoais PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Segunda, 19 Dezembro 2011 02:24
partilha

Durante muito tempo, as pessoas se habituaram à pedir dinheiro através de créditos pessoais, e muitas das vezes sem saber ao certo as condições do financiamento. Tornou-se um hábito pedir um crédito para qualquer ocasião. Com a crise os bancos começam a cortar com a concessão de crédito, elevando as taxas de juro e a dificuldade de obtenção de crédito era um caso presente.

Muitas famílias já compremetidas com encargos financeiros, recorrem às poucas instuições que permitem o crédito, e muitas das vezes para conseguir mais crédito com vista a resolução de situações de crédito. Com os novos impostos, despedimentos, reduções nos salários, esse problema tornou-se ainda mais grave.

Com o desespero, é mais fácil tomar decisões mal pensadas, e até ser enganado, nestas alturas também que muitos aproveitam para burlar os desesperados e mais distraídos. Estão a ser praticadas burlas em agências de crédito. Um exemplo disso foi a burla da empresa Cobrança Segura.

Esta empresa prometia créditos com financiamentos obtidos no estrangeiro (logo mais fáceis de obter) mas antes exigia o pagamento adiantado de uma taxa de 3% sobre o valor do empréstimo pedido. A estratégia passava por aprovar os crédito a troco de um inciais 3% de comissão para abertura do processo. Os clientes depois de pagarem este crédito ficavam à espera que o montante de empréstimo acordado caí-se em conta o que nunca acontecia.

Passado algum tempo, descobriu-se que era uma burla, e claro, muita gente, que pouco dinheiro tinha, ficou sem a comissão que tinha adiantado.

É importante que os consumidores de crédito não resolvam os seus problemas com pedidos de crédito adicionais, e que conheçam os mecanismos que existem para os defender, como a DECO ou a Associação Nacional de Defesa dos Clientes Lesados por Instituições de Credito ao Consumo. A ANCC, é uma associação sem fins lucrativos constituída por prazo indeterminado e que tem como missão apoiar juridicamente os seus associados e o público em geral nos conflitos com Instituições de Crédito ao Consumo que operam em território nacional.

Existem muitos anúncios que são fraudes e até pessoas que se fazem passar por consultores financeiros, bancários, que fornecem créditos particulares e afins. Cobram dinheiro adiantado, e depois do pagamento nunca mais ninguém os vê. Esteja em alerta para este tipo de situações.



blog comments powered by Disqus
Actualizado em Segunda, 19 Dezembro 2011 03:05